Salvaguardamos e valorizamos o património documental da Região.

Retrato de Gago Coutinho e Sacadura Cabral na varanda do palácio de São Lourenço, Freguesia da Sé, Concelho do Funchal

Ações disponíveis

Ações disponíveis ao leitor

Representação digital

Retrato de Gago Coutinho e Sacadura Cabral na varanda do palácio de São Lourenço, Freguesia da Sé, Concelho do Funchal

Consultar no telemóvel

Código QR do registo

Partilhar

 

Retrato de Gago Coutinho e Sacadura Cabral na varanda do palácio de São Lourenço, Freguesia da Sé, Concelho do Funchal

Detalhes do registo

Identificador

775463

Nível de descrição

Documento simples   Documento simples

Código de referência

PT/ABM/VIC/A-E/007/000007

Tipo de título

Atribuído

Título

Retrato de Gago Coutinho e Sacadura Cabral na varanda do palácio de São Lourenço, Freguesia da Sé, Concelho do Funchal

Datas

1922-10-21  a  1922-10-22 

Dimensão

23,8 X 17,9 cm

Inscrições

"92742-A": na margem superior, no lado da emulsão.

Nº de inventário

VIC/5236

Idioma e escrita

Português

Notas

O número de negativo "92.742", inscrito no livro de registo do fotógrafo a 26 de março de 1921, não corresponde a este retrato pois, no caso desta imagem, Carlos Viegas Gago Coutinho enverga um uniforme com a patente de contra-almirante e o capitão Artur de Sacadura Freire Cabral usa uma farda com a patente de capitão-de-fragata. Assim, o número deve ter sido incorretamente inscrito no negativo.Examinando algumas fontes sabe-se que Carlos Viegas Gago Coutinho recebeu a patente de contra-almirante a 30 de março de 1922. A 17 de agosto de 1932 foi nomeado ao posto de vice-almirante e, em 1958, embora já aposentado, foi promovido a almirante, esta última distinção por resolução da Assembleia Nacional. Artur de Sacadura Freire Cabral também foi promovido a 30 de março de 1922 a capitão-de fragata, coincidindo esta data com o início do voo que ambos realizaram na primeira travessia do Atlântico-sul, entre Lisboa e Rio de Janeiro. A 5 de maio de 1922, os aviadores tiveram conhecimento destas nomeações, o que permitiu o uso dessas patentes. Depois da chegada ao Brasil, que ocorreu no dia 17 de junho e onde permaneceram vários meses, Gago Coutinho e Sacadura Cabral regressam a Portugal no navio "Porto", que fez escala na Madeira a 21 de outubro de 1922. Nessa ocasião e durante três dias, ambos foram alvo de várias homenagens públicas e oficiais na cidade do Funchal, sendo esta fotografia um registo desse momento.

Notas do arquivista

TítuloFontes utilizadas em "Notas" Data2020-12-17 ArquivistaAlda Pereira Nota do arquivistaDN - Diário de Notícias, Funchal, 1922.05.05, p. 3.DN, 1922.10.21 a 1922.10.23, pp.1-2. Photographia-Museu Vicentes (coord), 2014, Ilustres Visitantes da Madeira: 1852 a 1950, acervo de Photographia-Museu Vicentes, Funchal, Delegação Regional da Madeira da Ordem dos Economistas e Direção Regional dos Assuntos Culturais, pp. 104-105. Arquivo da Marinha, Livro Mestre Oficiais da Marinha, Carlos Viegas Gago Coutinho, fólio 130, disponível em https://arquivohistorico.marinha.pt/viewer?id=2367&FileID=4298, consultado em 2018.04.27.