We preserve and appraise Madeira’s Documented Cultural Heritage.

Jacinto da Conceição Nunes

Available actions

Reader available actions

 

Jacinto da Conceição Nunes

Description details

Record not reviewed.

Document not available to perform requests.

Description level

Fonds   Fonds

Reference code

PT/ABM/JCN

Title type

Formal

Dates

1889  to  1978 

Dimension

1 cx.: 60 doc. e 2 cx.: 1 doc.

Support

Holding entity

Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira

Producer

Nunes, Jacinto da Conceição. 1869-1954.

Biography or history

Filho de Jacinto Faustino Nunes e de Carolina Augusta Jasmins Nunes, o Padre Jacinto da Conceição Nunes nasceu a 4 de Dezembro de 1869 e faleceu a 8 de Maio de 1954, na Rua do Jasmineiro, n.º 13, freguesia de S. Pedro, Funchal. Dedicou-se às letras em géneros como a poesia satírica e mística, e a prosa de oratória. A sua preferência musical verifica-se através de manuscritos deste espólio a que intitulou "Cânticos Sagrados". A vocação pelo jornalismo está evidente nos doze capítulos intitulados "De Roma a Londres" que publicou na revista Esperança, em 1923, bem como em outros textos de intervenção social vindos a público no Jornal da Madeira, Correio do Funchal, Correio da Tarde, Diário de Notícias, Diário da Madeira e Almanaque de Lembranças Madeirense. O Padre Jacinto da Conceição Nunes foi ordenado presbítero a 25 de Fevereiro de 1893. Entre 1893 e 1933, paroquiou as freguesias do Curral das Freiras, Machico, Santa Luzia e Sé do Funchal. Fundou duas escolas religiosas uma em Machico e outra no Curral das Freiras. Na freguesia de Machico, instituiu a obra de S. Francisco de Sales e construiu a casa paroquial, junto à Capela dos Milagres. De 1936 a 1939, foi Provedor e Presidente da mesa da Santa Casa da Misericórdia do Funchal. Nestas funções, dinamizou as obras de melhoramento e de ampliação do Hospital dos Marmeleiros.

Acquisition information

Aquisição não documentada no arquivo do Arquivo Regional da Madeira. Provavelmente doação da família, em data desconhecida.

Scope and content

Apesar de abranger um largo período de tempo da vida do Padre Jacinto da Conceição Nunes, é um espólio pequeno. Inicia-se em 1889, com um autógrafo do pároco enquanto estudante de teologia, seguindo-se em 1891 o seu primeiro poema manuscrito. Encerra-se em 1978, com uma carta assinada por Maria Adelaide Nunes Silva Júnior, proveniente dos Açores e endereçada a Berta Maria Teodorina Nunes. Todavia, o espólio do Padre Jacinto da Conceição Nunes permite dar uma visão da importância espiritual e social do clero na Madeira, nas primeiras décadas do século XX. Os sessenta documentos, estão distribuídos em duas secções: Produção Intelectual e Documentos de Família.

Access restrictions

Acesso livre.

Other finding aid

Maria Mónica Teixeira e Fátima Barros, Arquivos de escritores e investigadores madeirenses: instrumentos descritivos, Arquivo Histórico da Madeira, vol. XXIII, Funchal, 2016, pp. 362-385.

Archivist notes

0919-20-16 - fbf - Nota do arquivista
Organização e descrição de Fátima Barros e Maria Mónica Teixeira.