Salvaguardamos e valorizamos o património documental da Região.

Plano de classificação

Carlos Fotógrafo

Ações disponíveis

Ações disponíveis ao leitor

Consultar no telemóvel

Código QR do registo

Partilhar

 

Carlos Fotógrafo

Detalhes do registo

Identificador

2411422

Nível de descrição

Fundo   Fundo

Código de referência

PT/ABM/CFF

Código da entidade detentora

ABM

Código do país

PT

Tipo de título

Atribuído

Título

Carlos Fotógrafo

Datas

1957  a  1982 

Dimensão

Cerca de 113 389 negativos e três livros de registo

Entidade detentora

Arquivo e Biblioteca da Madeira

Produtor

Carlos & Câmara Lda.

História administrativa/biográfica/familiar

Carlos da Silva Fernandes (1930-2017) foi um fotógrafo profissional madeirense, nasceu a 6 de março de 1930 na freguesia do Campanário, sendo filho de Alfredo Fernandes e Maria da Silva Fernandes [1] e faleceu a 2 de março de 2017, no Hospital Dr. João de Almada [2]. Casou a 15 de janeiro de 1958 com Maria Judite do Rosário de Castro (1928-1968) [3], de quem teve quatro filhos.Antes de se dedicar à fotografia, trabalhou na Empresa de Cervejas da Madeira, indo, depois, trabalhar para a “Photographia Vicente”, passando ainda pela “Foto Liz” e pela “Foto Sol”, antes de integrar o estúdio na rua Fernão de Ornelas, a 6 de novembro de 1957, que se passou a designar “Carlos Fotógrafo”[4].Começou, em 1958, a colaborar com o “Jornal da Madeira”, sendo o seu fotojornalista exclusivo, até 1975, [5] tendo durante estes anos sido o repórter fotográfico de diversos acontecimentos que marcaram a Madeira e inclusivamente o país, como as visitas do Presidente Américo Tomás (1894-1987) e de diversos ministros da República, tendo inclusivamente sido o único fotojornalista madeirense a tirar fotografias no interior do navio “Santa Maria” aquando do seu regresso após ter sido devolvido a Portugal na sequencia da sua tomada por oponentes ao regime do Estado Novo em janeiro de 1961, na altura em que passou ao largo da ilha da Madeira.A atividade da casa fotográfica conhecida por Carlos Fotógrafo, iniciou-se em 1956 com a constituição da empresa Lino & Camara Lda., entre Francisco Nascimento Câmara e José Lino Ribeiro, em 8 de agosto de 1956, com sede na rua Dr. Fernão de Ornelas, 32 [6]. Desta sociedade sai, em 31 de janeiro de 1957 José Lino Ribeiro, dando entrada à esposa do outro sócio, Olga Gonçalves Cruz Câmara [7] [8]. A 6 de novembro de de 1957, assiste-se à saída desta sócia e à entrada de Carlos da Silva Fernandes, passando a empresa a denominar-se Carlos & Câmara Lda. [9] e assumindo o estabelecimento a denominação Carlos Fotógrafo, o qual teve filiais nas freguesias da Camacha, do Campanário e na vila da Ribeira Brava [10]. A 15 de fevereiro de 1996, Carlos da Silva Fernandes associa-se a João José Homem de Gouveia e a Agostinho Spínola e funda uma sociedade denominada de “Carlos Fotógrafo – Cabral, Fernandes & Gouveia, Lda.”. Por fim, em 2002, Carlos da Silva Fernandes abandona a sociedade [11]. O estabelecimento ainda persiste com a denominação Carlos Fotógrafo Lda.

História custodial e arquivística

O Governo da Região Autónoma da Madeira, através do Photographia Museu Vicente's (atual Museu de Fotografia da Madeira - Atelier Vicente's), adquire, em 4 de agosto de 1997, à empresa “Carlos Fotógrafo – Cabral, Fernandes & Gouveia, Lda.”, parte do espólio fotográfico do estabelecimento fotográfico “Carlos Fotógrafo” [12].Até junho de 2016, data do depósito no Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira (atual Direção Regional de Arquivos e Biblioteca da Madeira), este arquivo fotográfico permaneceu nas instalações do Photographia - Museu Vicentes (atual Museu de Fotografia da Madeira - Atelier Vicente's).

Fonte imediata de aquisição ou transferência

Fundo proveniente de uma compra a 4 de agosto de 1997, tendo os arquivos dado entrada no Photographia - Museu Vicentes (atual Museu de Fotografia da Madeira - Atelier Vicente's). Depósito no Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira (ABM) a 23 de junho de 2016.

Âmbito e conteúdo

Este fundo reúne fotografias da autoria de Carlos da Silva Fernandes entre 1957 e 1982. Possui uma enorme diversidade de reportagens de acontecimentos políticos, sociais e desportivos e reportagens de casamentos, batizados, comunhões e eventos privados, bem como fotografias de atelier de bilhetes de identidade e de passaportes.Possui, ainda, um conjunto de reportagens sem datação, às quais foi atribuída a datação Post. 1957.

Sistema de organização

O fundo foi organizado segundo o critério do fotógrafo que se reflete no quadro de classificação adotado:Foram criadas duas secções: PT/ABM/CFF/A - Estúdio e PT/ABM/CFF/B - Reportagens.Dentro de cada secção foram criadas séries, organizadas cronologicamente. Dentro das séries foram criadas unidades de instalação, organizadas segundo o número de caixa e o n.º de envelope atribuídos pelo fotógraEsta organização é refletida a partir de 1965, com auxílio dos livros de registo do fotógrafo. As imagens das reportagens anteriores a 1965 refletem, ao nível da unidade de instalação, uma ordenação alfabética (por não terem número de caixa nem de envelope) e para as reportagens sem datação foi criada uma série "Sem Data", sendo ordenada, ao nível da unidade de instalação alfabeticamente.

Condições de acesso

Comunicável. O fundo está disponível ao público em formato digital.

Condições de reprodução

Reprodução para exposição, publicação e utilização comercial mediante autorização do ABM. Em todas as imagens serão obrigatoriamente referenciados os respetivos créditos, segundo o Regulamento Geral de Acesso e Reproduções do ABM.

Idioma e escrita

Português

Notas

O tratamento arquivístico do fundo encontra-se em curso. Tendo em consideração a extensão do fundo, optou-se por disponibilizar de forma gradual a informação respeitante aos registos e respetivas representações digitais.

Notas do arquivista

Nota do arquivista[2] Funchal Notícias, Funchal, 2017-03-02, disponível em https://funchalnoticias.net/2017/03/02/faleceu-carlos-fotografo/, consultado em 2022-01-11.[3] Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira, Conservatórias do Registo Civil, Funchal, Liv. 168, fl. 36-36 v.º.[1][4] [5] [10] [11] Documentos cedidos pelo Photographia - Museu Vicentes (atual Museu de Fotografia da Madeira - Atelier Vicente's).[6] Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira, Registos Notariais,1º Cartório Notarial de José Acciaiuoli Leite Monteiro, Liv. 8435, fl. 62 v.º-64. [7] Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira, Registos Notariais, 3º Cartório Notarial de João Tello de Mello, Liv. 9770, fl. 99v v.º.[8] Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira, Registos Notariais, 3º Cartório Notarial de João Tello de Mello, Liv. 9771, fl. 1-2 v.º. [9] Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira, Registos Notariais, 3º Cartório Notarial de João Tello de Mello, Liv. 9781, fl. 19 v.º-22 v.º.[12] Processo de aquisição do espólio fotográfico de Carlos Fotógrafo (1997). TítuloFontes utilizadas nos campos "História administrativa/biográfica/familiar" e "História custodial e arquivística" Data2022-01-11 ArquivistaManuela Marques
Nota do arquivistaHistória administrativa/biográfica: Manuela Marques e Vítor Luís.Identificação de imagens: Manuela Marques.Registos do fundo e sua conferição: Manuela Marques e Lícia Guerra.Organização do fundo: Manuela Marques. Data2022-01-11 ArquivistaManuela Marques TítuloAutoria das descrições e tratamento do fundo

Publicador

josevieiragomes

Data de publicação

31/01/2022 10:24:52