We preserve and appraise Madeira’s Documented Cultural Heritage.

Maria do Carmo Rodrigues

Available actions

Reader available actions

 

Maria do Carmo Rodrigues

Description details

Document not available to perform requests.

Description level

Fonds   Fonds

Reference code

PT/ABM/MCR

Title type

Atribuído

Dates

1919  to  2014 

Prominent dates

1941/2014

Dimension

6 cx.: 364 doc. (349 doc. papel; 15 doc. eletrónicos); 81 fot.

Support

Holding entity

Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira

Producer

Rodrigues, Maria do Carmo. 1924-2014.

Biography or history

A escritora Maria do Carmo Pimenta Leite Monteiro, filha do médico António Leite Monteiro e de Maria de França Dória Pimenta Leite Monteiro, nasceu a 16 de julho de 1924, na rua do Torreão, n.º 19, freguesia de Santa Luzia, mas residiu muito tempo em Lisboa, na rua das Amoreiras, tendo falecido em 2014, na Madeira.Era neta materna de António Joaquim dos Santos Pimenta, oficial de artilharia e professor de matemática, e de Carolina Henriques de França Dória Pimenta e neta paterna do Dr. Carlos Leite Monteiro, médico, e de Eugénia Themudo de Vera Leite Monteiro.Estudou no Colégio da apresentação de Maria nos anos 30 do séc. XX. Casou a 31 de agosto de 1946 com o médico e inspetor de Saúde no Funchal, Dr. José Manuel da Silva Rodrigues (falecido a 18 de setembro de 1984), passando a adotar o nome de Maria do Carmo Rodrigues para assinar as suas obras.Iniciou a sua carreira literária em 1941 usando o pseudónimo de Suzana Pobre até 1953. Na década de 40 colaborou no suplemento infantil de O Comércio do Porto, colaboração que prestou durante três décadas, entre 1943 e 1974. No mesmo jornal publicou, em simultâneo, artigos sobre educação com o título "Mulheres e Crianças". Entre 1951 e 1957 escreveu para a revista Os Nossos Filhos sobre o mesmo tema e ainda contos para crianças. De 1944 a 1970 publicou mensalmente contos para adolescentes na revista "Menina e Moça". Na mesma época foi colaboradora do Diário de Notícias, com contos para adultos, mantendo uma coluna regular no suplemento feminino do Diário de Notícias do Funchal. Entre 1969 e 1970 dirigiu o suplemento infantil "A Canoa", editado pelo semanário Eco do Funchal. Entre 1970 e 1971 editou e dirigiu um jornal infantil independente com o mesmo nome, com a colaboração dos melhores escritores infantojuvenis. De março de 1968 a outubro de 1972, na qualidade de delegada da Cooperativa Ludus, teve em funcionamento no Funchal um Centro de Convívio Infantil com secções de desenho livre, leitura e expressão teatral, frequentado por crianças dos cinco aos doze anos. Da sua obra publicada destacam-se os livros para a infância e a juventude: "Dona Trabucha", 1964; "O Vencedor", 1970; "Chamo-me Leovigildo", 1974; "Camélias Brancas", 1980; "O Jardim de Rosalina", 1988; "Sebastião, o Índio", 1982; "À porta do teu coração", 1988; "A Jóia do Imperador", 1992; "A Mensagem Enigmática", 1993, selecionado para as Olimpíadas da Leitura da Fundação Círculo de Leitores; "Estou a crescer (poemas), 1999; "Como se faz o Vinho", 1999; "Tiago Estrela", 2002, recomendado pelo Plano Nacional de Leitura"; "João Gomes do Gato", 2005; e "Carlota e o seu amigo Pinheirinho", 2006.Para adultos publicou: "Receitas com Histórias", organização e coautoria, 2005; "O Código de Ética do Lionismo", contos em coautoria, 2008.Dedicou-se ao teatro infantojuvenil, sendo autora de várias peças transmitidas pela antiga Emissora Nacional: "A Quinta das Algas"; "Tempo de Juventude"; Noite de Vendaval-Noite de Estrelas"; "A Dança da Vida", representada pelas Guias de Portugal no Teatro Baltazar Dias em 1955; "Tarde Infantil - Natal", no Casino da Madeira em 1956; "Laura, o balão e os óculos", transmitida pela RTP em 1983; "João Bem-Bom e João Bem-Mau", encenada pelo Pequeno Teatro e subsidiada pela Fundação Gulbenkian para ser levada às escolas, em 1987.Participou em inúmeros programas de rádio dirigidos a jovens e a educadores. Foi frequentemente a escolas e bibliotecas públicas para sessões de sensibilização à leitura e escreveu histórias em colaboração com os alunos. Foi sócia fundadora do Comité Português para a Unicef, do Instituto de Apoio à Criança (IAC) e da Associação Crianças sem Fronteiras. Entre 24 de setembro de 1974 e 5 de maio de 1977 foi presidente da Comissão Distrital de Assistência do Funchal, tendo feito melhoramentos na creche e jardim de infância Auxílio Maternal, instalado um lar para idosos na Quinta do Vale Formoso e adaptado o Hospício da Princesa Dona Amélia a Lar de Idosos. A 15 de março de 1977 foi nomeada pelo ministro da justiça, Dr. Almeida Santos, diretora do Centro Polivalente do Funchal.A 23 de março de 1979 foi transferida para a Direção Geral dos Serviços Tutelares de Menores como técnica de 3.ª, tendo fixado residência em Lisboa. O seu trabalho foi reconhecido em vida tendo sido atribuídos vários prémios e condecorações, entre os quais: Medalha de Louvor da Cruz Vermelha em 1978; Distinção por Mérito Cultural da Região em 1992; e Comenda de Melvin Jones Fellow em 1995.

Acquisition information

O arquivo de Maria do Carmo Rodrigues foi entregue ao Arquivo Regional da Madeira a 13 de fevereiro de 2015 pela arquiteta Maria Antonieta Abreu Castaño, sobrinha da escritora. Formalização da doação a 2 de abril de 2018, com a presença da doadora. Refira-se que a biblioteca da escritora já havia sido doada à Biblioteca Pública Regional em data não determinada.

Scope and content

O arquivo de Maria do Carmo Rodrigues é composto, na sua maioria, por documentos resultantes da sua atividade enquanto escritora. A secção B "Atividade Literária" compreende, além dos textos originais produzidos pela escritora na década de 40, sob o pseudónimo de Suzana Pobre (entre 1941 e 1953), textos originais de Maria do Carmo Rodrigues - contos, novelas, textos para teatro - destinados a criança e jovens, bem como poemas para adultos. Nesta secção, destacam-se também as séries de correspondência de Irene Lucília, ilustradora de alguns livros da escritora, de Maria Lamas e de Matilde Rosa Araújo, sendo que o acesso às cartas das últimas duas escritoras é parcial ou diferido, por conterem dados nominativos ou pessoais.Além dos documentos pessoais e familiares (secção A), este acervo reúne documentação resultante da sua atividade enquanto diretora do jornal infantil "A Canoa" (secção C), que funcionou no Funchal entre 1969 e 1971, como colaboradora da Biblioteca "O Jardim" (secção D), bem como da sua atividade associativa - na Associação "Lions Clube" (secção E) e na Associação Portuguesa de Escritores (secção F).O espólio de Maria do Carmo integra ainda 2314 monografias que se encontram disponíveis na biblioteca do ABM e que foram doadas à então Biblioteca Pública Regional.

Accruals

Pen-drive entregue pela arquiteta Maria Antonieta Abreu Castaño, sobrinha da escritora, em 2 de abril de 2018, contendo trabalhos literários infantis elaborados por Maria do Carmo Rodrigues, alunos e professores da Escola de Santa Cruz; três fotografias de Maria do Carmo Rodrigues oferecidas pela Dra. Margarida Camacho em 2 de abril de 2018.

Arrangement

Este arquivo foi organizado em seis secções que ilustram as atividades literária/cultural e associativa da escritora Maria do Carmo Rodrigues. A organização da documentação baseou-se na respetiva temática. Depois de reunidos tematicamente em séries (ordenadas alfabeticamente), os documentos foram ordenados cronologicamente.

Access restrictions

Em algumas séries documentais verificam-se restrições ao acesso e comunicação dos documentos, em virtude de conterem dados pessoais ou nominativos, designadamente em: PT/ABM/MCR/A/005 (Fotografias), PT/ABM/MCR/B/004 (Correspondência de Maria Lamas) e PT/ABM/MCR/B/005 (Correspondência de Matilde Rosa Araújo).

Language of the material

Português, francês e inglês.

Other finding aid

Catálogo n.º 156.

Archivist notes

2018-01-12 - Paula Gonçalves -
Organização e descrição de Paula Gonçalves. Fontes utilizadas em "História biográfica": Currículo de Maria do Carmo Rodrigues, disponível neste arquivo, na cx. 1-26. ROCHA, Luís, in "Domínio Público, ficheiro acedido em 2018-01-12: http://dominiopublicomadeira.blogspot.pt/2014/05/maria-do-carmo-rodrigues-in-memoriam.html In "Dicionário Cronológico de Autores Portugueses, Vol. V", Lisboa, 1998, ficheiro acedido em 2018-01-12: http://www.dglb.pt/sites/DGLB/Portugues/autores/Paginas/PesquisaAutores1.aspx?AutorId=7884