Salvaguardamos e valorizamos o património documental da Região.

Plano de classificação

Visita dos reis D. Carlos I de Bragança e D. Amélia de Orleães

Ações disponíveis

Ações disponíveis ao leitor

Consultar no telemóvel

Código QR do registo

Partilhar

 

Visita dos reis D. Carlos I de Bragança e D. Amélia de Orleães

Detalhes do registo

Identificador

1026501

Nível de descrição

Subsérie   Subsérie

Código de referência

PT/ABM/VVP/A/001-004

Tipo de título

Atribuído

Título

Visita dos reis D. Carlos I de Bragança e D. Amélia de Orleães

Datas

1901-06-22  a  1901-06-25 

Dimensão

24 negativos simples, em vidro, 2 negativos estereoscópicos e 1 diapositivo estereoscópico.

Técnica de captação

Âmbito e conteúdo

Os reis de Portugal desembarcaram no dia 22 de junho de 1901, assistindo, de seguida, a um Te-Deum na Sé do Funchal e indo, depois, para o palácio de São Lourenço, onde se deu uma receção, assistindo, à noite, a uma récita de gala no Teatro D. Maria Pia (atual Teatro Municipal Baltasar Dias).No dia 23 assistiram a uma missa na Sé do Funchal, à qual se seguiu uma sessão solene na Câmara Municipal do Funchal. Seguidamente, o rei visitou o quartel de Infantaria 27, enquanto a rainha visitou casas de beneficência, como a Santa Casa da Misericórdia, a Casa dos Pobres Desamparados e o Hospício da Princesa D. Amélia. Seguiu-se uma receção de gala. Os reis subiram depois, de comboio, ao Monte, de onde desceram em carros de cesto. À noite, ocorreu um jantar de gala, no palácio de São Lourenço.No dia 24, assistiram a uma missa campal, no campo D. Carlos I (atual campo Almirante Reis), partindo, de seguida, para a Quinta do Palheiro Ferreiro. De regresso ao Funchal, inauguraram a Exposição Industrial e Agrícola, no campo D. Carlos I (atual campo Almirante Reis). Seguidamente, o rei visitou o quartel de artilharia, na fortaleza de Santiago. À noite os reis assistiram a um baile na Quinta Vigia.No dia 25 de junho, o rei visitou o Posto Meteorológico do Funchal. De seguida, os reis seguiram para a Quinta Choupana, partindo, depois para os Açores.

Idioma e escrita

Português

Notas

D. Amélia de Orleães (28 de setembro de 1865 - 25 de outubro de 1951) e o rei D. Carlos I (28 de setembro de 1863 - 1 de fevereiro de 1908), casaram em 1886. Tornaram-se reis em 1889. O rei, D. Carlos I, foi assassinado em 1908, juntamente com o seu filho D. Luís. Após a implantação da República, em 1910, D. Amélia de Orleães seguiu para o exílio, para Londres, mudando-se depois para França.

Notas do arquivista

TítuloFonte utilizada em Título, Data e Âmbito e Conteúdo Data2019-12-13 ArquivistaManuela Marques Nota do arquivistaNOBREGA, Cyriaco de Brito, 1901, A Visita de Suas Majestades os Reis de Portugal ao Archipelago Madeirense, Funchal, Typographia "Esperança".